segunda-feira, 3 de julho de 2017

Nas asas de aço.



Viajo num pássaro verde de asas de aço.
Um canto turbinado que me faz sonhar
quando corta as nuvens rasga o espaço
então olho pela janela já não vejo o mar

Daqui de cima há sensação de pequenez
perante as grandiosas obras do Senhor,
ver os campos verdes com uma nitidez
mas vi numas clareiras as feridas e dor.

Vi um rio descer, como serpente ao sol,
numa corrida frenética direta ao mar.
então o pássaro plaina sobre um lençol,
que de tão branco da vontade de pegar.

Pássaro entra em pouso a voz anuncia,
a musica turbinada volta como trovão.
Pelos olhares nota-se o fim da angustia
ao ver o pássaro de aço inerte no chão.

O pássaro de aço já repousa pela pista,
como vaga-lume pisca e pisca a sua luz.
Graças bom Deus ouço vir do panteísta,
com a mão nervosa fazer sinal da cruz.



03/07/2017

Participação na BC_botando a cabeça para funcionar projeto da Chica nos dias 5, 15 e 25. Excepcionalmente antecipado por motivo de pausa do blog.
Bom descanso e bom passeio Chica. Confira outros participantes Aqui

***************************
Boa semana 
para
todos.


8 comentários:

  1. Peguei saindo do forno! Aqui acordada, esperando VER na telinha do computador anunciar a chegada em solo europeu de um avião que levou Neno para uma experiência por lá.. Coração aqui pulando.ACABA DE POUSAR!!! Imagina minha emoção!!! E vejo entrar tua poesia desse pássaro de aço. LINDA! Obrigadão! Levei teu link! abraços, chica e tudo de bom! ( dia 15 e 25 , apesar das férias nossas , teremos normalmente a brincadeira!)

    ResponderExcluir
  2. Amei sua participação Toninho! Uma poesia maravilhosa, um olhar sensível para as asas de aço. Uma semana de paz, beijos carinhosos!

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Toninho.
    Lindo poema sobre as asas de aço.Adorei.
    Um abraço e continuação de boa semana.
    Natália

    ResponderExcluir
  4. Muito boa tua participação, Toninho!
    "O pássaro de aço" nos proporciona voos p lugares maravilhosos...
    Abçs

    ResponderExcluir
  5. Lindo poema com as sensibilidades do poeta nos voos que este "aparelho de aço" nos proporciona
    bjs Boa semana

    ResponderExcluir
  6. Olá, amigo Toninho!
    Sabe, não tenho medo de avião mas rezo o tempo todo... rs...
    É um alívio tão grande quando aterrisa bem e saio logo dele ainda contemplando o céu lindo que acabei de estar...
    Sim, todos temem e se aliviam por mais ateu que seja, sente que precisa de proteção total...
    Gostei muito do último verso pois nos põe em relevância a fé imanente e existente mesmo no oculto dos corações mais descrentes.
    Seja feliz e abençoado!
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
  7. Amei tua participação Toninho, e olha me vi no teu voo, nossa sempre fico coração na mão a voar nesse pássaro de aço, e só tranquilizo quando ouço o piloto dizer: em solo kkk

    ResponderExcluir


Grato pela leitura e comentário isto me incentiva.
Alguma dificuldade aqui favor deixar comentários.
Meu outro blog http://mineirinho-passaredo.blogspot.com.br/

Toninho.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...